Budapeste: Roteiro de 3 dias – Dia 3 no Bairro Judeu, Mercado e Margit

sinagoga

Sinagoga – Bairro Judeu em Budapeste

Último dia em Budapeste e já estávamos com saudade do lugar antes mesmo de ir embora!

Decidimos utilizar o metro, na verdade eu já estava morta de andar com o tornozelo inchado e dolorido. Descemos para pegar o metro Oktogon e já demos de cara com a plataforma de embarque. A compra do ticket é simples, mas tinha que ser feito numa máquina na rua antes de descer as escadas. Acabei esquecendo de tirar foto mas algumas das linhas são bem antigas (outra antiga é a estação Opera), dizem que o metro é o mais antigo da Europa continental.

Adoro um mercado, acho sempre divertido conhecer o que se tem e não podia deixar de ir no de Budapeste! O prédio é muito bonito, no térreo eles vendem comida e no primeiro andar um pouco do artesanato local. Achei que valeu a pena conhecer! O local não é tão grande e dá para passear rapidinho.

mercado 2

Alguns produtos típicos do país para comprar e provar são páprika doce e picante em diversas formas e a paliska, a bebida típica que tem mais de 50% de álcool.

mercado 3

Artesanato local no Mercado de Budapeste

De lá seguimos caminhando para o bairro judeu! Queríamos voltar a explorar o local e almoçar por lá. O lugar mais uma vez agradou!

Aproveitamos e entramos na Sinagoga, que também é uma das maiores do mundo. A entrada era um pouco cara mas o local é lindo!

Paramos num café que ficava bem na frente da Sinagoga, o Sock´s Coffee, para provar o dobos cake, uma torta de chocolate com uma casquinha de caramelo. Confesso que esperava que fosse melhor, porque eu gosto de sobremesas doces, mas valeu a pena provar! O lugar é bem bonitinho e vale a pena parar para tomar um café pelo menos.

Dobos Cake no Sock´s Coffee

Dobos Cake no Sock´s Coffee

De lá fomos andar pelo bairro, explorar um pouco mais o lugar e almoçamos num lugar que parece uma galeria o, Gozdu Udvar, aberta que tem várias opções de restaurantes e bares.

Ainda continuando nosso passeio, fomos andar pela margem do rio Danúbio até a Margit Sziget, que é uma ilha com um parque muito agradável!

No caminho passamos pelos sapatos que foram deixados em homenagem aos judeus que ali foram mortos e jogados no rio. A história é triste mas achei o lugar bonito!

sapatos rio

Sapatos para lembrar os judeus que foram jogados no Rio Danúbio

E logo um pouco mais para frente estava o Parlamento, lindo e imponente!

Parlamento

Depois de mais alguns minutos caminhando chegamos na Margit Sziget! O parque é grande e dá para ser explorado de bicicleta, tomar um sorvete ou ficar sentada apenas vendo um pequeno show das águas que tem na fonte principal. Já estava morta de cansada, com o pé inchado e o quadril quebrado e não aguentei muito mais….

sorvete ilha

Sorvetinho para refrescar no Margit

E assim acabou a nossa viagem….Não comi em todos os restaurantes que queria e também não fiz o passeio pelo rio de barco a noite, que foi mega indicado,mas tudo bem, tenho motivos para voltar a cidade!

Veja também os outros posts que escrevi sobre Budapeste:

Dia 1 – Walking Tour e Ruin Pub

Dia 2 – Passeio nas Piscinas Termais

Vai para Budapeste? Faça a sua reserva no Booking!

Banner_Booking_FimPost

 

1 comentário Comentar via blog

Comentários via facebook

Comentários via blog

Deixe seu comentário