Uruguai: Passeio pelas vinícolas de Carmelo

Quando resolvi ir para o Uruguai tinha decidido conhecer as vinícolas de Carmelo. Sabia que era uma região um pouco mais distante e menos explorada mas sabia que tinha boas surpresas pelo o que pesquisei.

Visitamos 3 vinícolas: Irurtia – Narbonna – Campo Tinto.

Irurtia

A Irurtia foi a primeira vinícola que visitamos, é um local familiar e quem nos recebeu foi a filha de um dos fundadores. O dia estava chuvoso mas não atrapalhou em nada o nosso passeio, já que as degustações acontecem no subsolo na adega. Nos dias de sol dá para ir até lá de bicicleta.

Começamos com a degustação de 6 vinhos, originalmente são 3 vinhos mas como éramos dois, ela nos ofereceu degustar 6 (3 diferentes para cada). Maria Irurtia foi muito simpática e nos apresentou os vinhos muito bem, nos possibilitando provar vinhos brancos, rosé e tinto. Gostamos bastante dos vinhos, não vou detalhar aqui cada um deles porque não sou conhecedora de vinho o suficiente.

Além da degustação, ela nos apresentou todo o processo de fabricação do vinho e da grapa. Fizemos um tour pelo local e pelas parreiras. O lugar é simples mas fomos muito bem recebidos, a degustação foi generosa e por isso gostamos bastante do passeio.

Fiz a reserva com antecedência já que estávamos indo na baixa temporada e íamos no início da semana (Segunda e Terça), fiquei com medo dos lugares estarem fechados. Pagamos U$15,00 por pessoa para degustar 3 vinhos cada. Para a degustação de um único vinho o custo é de U$8,00. Confira o valor quando for fazer a reserva.

http://www.irurtia.com.uy/  Contato para reservas: marianoelirurtia@gmail.com

Campo Tinto

Na nossa pousada nos indicaram conhecer o restaurante da vinícola Campo Tinto. Fizemos reserva pela manhã antes e fomos almoçar lá depois depois da visita a Irurtia. O restaurante é pequeno mas bem charmoso e acolhedor. A comida estava deliciosa, comi um nhoque e meu marido uma carne. A sobremesa também estava divina, um petit gateau de doce de leite! Mesmo depois de ter tomado bastante vinho quis experimentar o Campo Tinto e também gostei.

Conhecemos também as acomodações da pousada. O local tem 3 quartos, muito bem equipados. Vale a pena ficar um dia por lá! Também deve ser gostoso curtir a piscina num dia de sol, olhando para as parreiras. Fica a dica para quem quer se hospedar numa vinícola charmosa!

z

Após o almoço fomos passear pelas parreiras, passeio tranquilo e bonito!

Narbonna

Tinha lido sobre a pousada Narbonna, no blog Viagens por aí, da Quênia, que ficou hospedada lá e fiquei com muita vontade de conhecer o local. Agendei uma degustação de 3 vinhos com pães e queijos por U$50,00. O lugar é bem charmoso, a bodega onde fizemos a degustação com um enólogo também era linda! Os vinhos que provamos foram: Narbona Tannat Rose, Narbona Pinot Noir e Narbona Tannat Roble. Gostei bastante dos três!

Após a degustação resolvemos almoçar por lá mesmo, já que não tínhamos planos e o gostamos do restaurante. Como o lugar estava vazio, não tivemos problemas e conseguimos vagas. Dependendo da época, aconselho reservar. Não deveria ter pago a degustação + o almoço (que não é barato), acho que só o almoço +a visita (U$5,00) é suficiente. Acabei sem aguentar beber mais vinho durante o almoço. Optei por uma massa, que não gostei tanto, e Samuel comeu uma carne que estava bem boa! Peça a carne quando for! :)

Onde nos hospedamos

Não podia deixar de escrever sobre o lugar fofo que ficamos hospedados o Ah´lo Hostel! É um hostel mas tem suítes para casal e ficamos em uma ótima, super confortável.

O café da manhã é simples mas na medida, e todo dia tinha “medias lunas” (croissant doce) deliciosas! A lareira também é um charme a parte, a noite ficávamos na sala jogando, bebendo vinho e ouvindo música. Como o lugar estava vazio parecia que estávamos em casa, bem a vontade!

Indico muito esse lugar para quem quer uma opção mais barata de hospedagem que as vinícolas da região.

Dicas Carmelo

  • A época da colheita de uva é em Novembro, onde a paisagem é diferente e você pode ver as parreiras carregadas.
  • A cidade é bem pequena e as opções de locais para jantar é mínima, sem charme algum. Por isso ficar numa vinícola possa ser interessante, eles normalmente oferecem jantar no local.
  • Fomos em Abril e uma frente fria estava passando pelo país, ou seja, fez muito frio. Verifique a temperatura antes de ir.
  • Também tem uma vinícola chamada El Legado, que não conheci mas que também foi indicada.

Mais dicas do Uruguai:

Uruguai: Roteiro de uma Semana

Vai para o Uruguai? Faça a sua reserva pelo booking.

Você gostou das dicas? Tem alguma dúvida sobre o roteiro? Deixe seu comentário abaixo!

 

2 comentários Comentar via blog

Comentários via facebook

Comentários via blog

Deixe seu comentário