Centro de São Paulo: Passeio a pé

O centro de São Paulo é lindo demais, muitas vezes menosprezado pela falta de cuidado na manutenção e pela criminalidade da região, mas não deve ser deixado de lado por vocês que estão visitando a cidade, ou os paulistas que muitas vezes não frequentam a região. É possível fazer um excelente passeio a pé pela região, andando pelos lugares mais tradicionais e cheios de história da cidade.

Roteiro Centro de São Paulo

Igreja da Sé

A ideia de ir na igreja da Sé era conhecer a cripta, onde se pode fazer um passeio guiado que custa R$7,00 ou ir a missa que acontece toda sexta às 09:00. Optamos por fazer o tour, que vale para saber um pouquinho mais sobre o lugar. O guia estava com um pouco de pressa, falava tão rápido que o tour durou uns 20 minutos no máximo. A cripta é linda, bem conservada e muito aconchegante, fiquei logo imaginando um lindo casamento naquele lugar tão charmoso. Lá que são enterrados os arcebispos da cidade de São Paulo e onde está o corpo do Cacique Tibiriçá, o primeiro índio convertido ao cristianismo pelos jesuítas (Luiggi também é cultura).

A igreja da Sé tem sua arquitetura gótica e imponente, que eu particularmente acho exuberante!  Seu pé direito alto, seus vitrais, suas obras de mosaicos enormes, são seus principais atrativos. Ela é a principal atração do centro de São Paulo.

Para chegar a região a melhor forma é ir de Metro. Desça na estação Sé da linha Azul de Metro. Para quem não conhece, não tenha medo. O transporte é ótimo, limpo, bem sinalizado e rápido. Se puder ir de metro, essa sempre será a melhor opção.

DICA: A praça normalmente é bem policiada, mas não dê bobeira com seus pertences!

Pátio do Colégio

Lugar onde a cidade de São Paulo começou, um dos lugares historicamente falando mais importantes da cidade. Já tinha passado por aqui várias vezes mas nunca havia entrado para conhecer.

Ao lado está a Capela de São José de Anchieta, também conhecida como a  Igreja do Pátio do Colégio. O lugar é super simples mas de uma beleza singela. Vale a pena conhecer onde a cidade de São Paulo começou. É possível fazer um tour pelo Museu Anchieta, que tem um acervo de arte sacra e que fica no mesmo prédio do Pátio do Colégio.

Entrada do Museu Anchieta: R$8,00.

O Pátio do Colégio tem um café bem aconchegante com algumas mesas do lado de fora. Vale parar para descansar.

Para chegar vindo da Igreja da Sé, vá ao sentido da Rua Boa Vista.  O Largo Pátio do Colégio é de fácil localização e todos conhecem pela região.

Museu da Cidade

A antiga casa da Marques de Santos é hoje a sede do museu da Cidade. Um prédio antigo e bem conservado que vale ser visitado, se não pela importância histórica, pela sua beleza arquitetônica. Quando fui tinha uma exposição de fotos antigas de São Paulo bem interessantes, chamada Paisagens Oficiais. Essa aqui é a Praça da Sé em 1919. Adoro ver a passagem do tempo através de fotos.

Você pode fazer um tour guiado e conhecer melhor a história da Marquesa de Santos. Não consegui fazer nesse dia mas quero voltar.

Endereço: Rua Roberto Simonsen, 136. Saindo da Igreja do Patio do Colégio, vira a esquerda.

Exposição
Terça a Domingo, das 9h às 17h
Há Serviço Educativo no local
Entrada franca

Lanchonete Árabe – Jacob

Como estávamos muito próximas a 25 de março, optamos por almoçar no Jacob, que é um tradicional restaurante árabe da região. As esfirras e os doces árabes são divinos, sem contar que o custo x benefício ótimo também! Só para lembrar que ele é um lugar bem simples, mas que salva na hora da fome.

Endereço: Rua Comendador Abdo Schahin 144, Centro. Descendo a ladeira Porto Geral, você passa a Rua 25 de Março e entra na próxima a esquerda. É uma rua bem menos movimentada que a Rua 25 de Março.

Se você quiser algo mais elaborado, pode ir caminhando até o Mercado Municipal e almoçar em alguns dos restaurantes de lá. Importante saber que dificilmente você vai pagar menos que as deliciosas esfirras.Na última vez, o pastel de bacalhau custava R$ 25,75! Acho uma delícia mas um abuso o que eles cobram.

CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil

O CCBB é um dos mais importantes centros de exposições de São Paulo. Sua agenda está sempre recheada de boas opções culturais. Tenho o hábito de visitar o local, acho a sua arquitetura linda, principalmente o teto de vidro (que dessa vez não tirei foto).

Fomos ver a exposição de Cícero Dias, um pernambucano se dedicou as artes e foi amigo de pintores influentes quando morou em Paris. Adorei as pinturas em aquarela, lindas e delicadas. A exposição vai até o dia 03/07/17.

Consulte sempre a agenda CCBB para se programar, algumas exposições são bem cheias e você pode reservar o ingresso com antecedência.

Endereço: Rua Álvares Penteado, 112, esquina com a Rua da Quitanda.
Horário de Funcionamento: De quarta a segunda, das 9h às 21h.
Entrada gratuita.

Casa Mathilde – Doces Portugueses

Essa é uma tradicional casa de doces portugueses que fica no centro de São Paulo. Muito próximo ao famoso prédio do Banespa.

O lugar é ideal para fazer um lanchinho a tarde ou tomar aquele café depois do almoço. Meus doces preferidos lá são a Queijadinha e o Pastel de Nata. Também tem uns biscoitinhos que você compra por peso que são bem saborosos. Vale a dica para quem está andando pelo centro.

A Casa Mathilde também tem outras filiais. Conheço o da Avenida Ibirapuera em Moema, mas não é de longe tão charmosa como a unidade do centro.

Endereço: 76, Praça Antônio Prado – Centro.
Horário de Funcionamento: Seg a Sex: 09:00 às 19:30 e Sab: 09:30 às 16:30. Fecha aos domingos.

Sugestão para seguir o passeio a tarde: Ir andar pela Liberdade, que você chega facilmente caminhando por trás da igreja da Sé.

Fiz esse roteiro recentemente com uma amiga que a blogsfera me deu, a Quênia do Viagens por Aí. Conheça o blog dela também!

Vem para São Paulo? Faça a sua reserva no Booking – São Paulo.

Posts sobre São Paulo para te ajudar a programar sua viagem:

10 Restaurantes para Conhecer em São Paulo

Roteiro de um dia em São Paulo

Escrito por Ingrid Luiggi

 

3 comentários Comentar via blog

Comentários via facebook

Comentários via blog

  1. Vou a SP, tudo indica que em setembro, e tem uma família de amigos antigos nossos lá. E já combinamos que vamos sair. Eu vou documentar as coisas, enfim.
    E tenho um especial interesse pelo Pátio do Colégio, onde dizem que havia saídas, ou passagens, (estou estudando sobre isso, não na Facul, mas autonomamente), que eram usados pelos índios, antes de 1500 e depois por um bom tempo. Esse lugar, chamado “Paêbiru” ou “Peabiru” teria sido caminho pra várias rotas entre os povos do resto da América do Sul e os nossos índios. Existem lendas, algumas já refutadas, que ele ia dar aqui no Nordeste. E que a pedra do Ingá, monumento com sinais em baixo – relevo na cidade de Ingá, na Paraíba, teria entre seus códigos até hoje não decifrados, indicações pra se trilhar “Paê” ou “Pea” – Birú.
    Eu, como vou nesse Sítio Arqueológico da Paraíba, onde tem as rochas inscritas, não posso deixar de visitar esse espaço, o do Colégio, pra ver direito essa história do caminho, de repente descobrir mais coisas.
    E ir nos outros lugares também, lógico. Eu sou interessando em arqueologia, mas em muitas outras coisas, em arte e arquitetura, por exemplo. E vou tentar aproveitar o máximo, se rolar mesmo essa ida a SP.
    Belo post, me abriu a cabeça pra vários lugares legais que com certeza, irei em Sampa, daqui a 4 meses.

    Responder
    1. Ingrid Luiggi

      São Paulo é uma cidade muito rica culturalmente. Com certeza você vai amar! Continue acompanhando o blog que tenho escrito mais sobre São Paulo e poderei te ajudar! Abraço

      Responder

Deixe seu comentário